AES Eletropaulo na comunidade: conteúdo além do institucional

LGPD: o impacto da Lei Geral de Proteção de Dados no marketing da sua empresa
Agência de publicidade: por que contratar, se posso internalizar?
Humildade situacional para resolver problemas (parte 2)

Muito se fala na produção de conteúdo como a criação de um atalho para o coração do consumidor. Marcas que produzem informação relevante – e de interesse de seu público alvo – tornam-se logicamente mais atraentes, além de mais subjetiva e qualitativamente próximas daqueles que a consomem. Parece simples, mas entre a teoria e a prática existe um abismo cheio de armadilhas.

No final de 2013, encaramos um desses desafios, sabendo, desde o princípio, que éramos os certos para materializar em resultados o problema apresentado pelo cliente. Ou melhor, não se tratava de um cliente, mas da AES Eletropaulo, de quem estamos geograficamente distantes, mas em plena sintonia. Responsável por distribuir energia elétrica na zona mais populosa do país, a empresa encerrou o ano desenvolvendo um jornal que chegaria a comunidades em que atua na grande São Paulo. Para criar o tabloide em questão, mergulhamos no universo do jornalismo impresso, deixando de lado os vícios institucionais que tais veículos podem ter.

Se sabíamos que seríamos os certos para o projeto ainda na abertura da concorrência, é porque a atuação da AES Eletropaulo se assemelha a de outra empresa do grupo, nossa cliente AES Sul. Já contamos aqui como ajudamos a fazer a AES Sul despencar da 7ª para a 2ª posição no ranking da Abradee (Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica)  focando nosso trabalho na melhoria da sua comunicação com seus públicos. Energia elétrica é um assunto tão importante e necessário que se torna invisível: só é lembrado quando há algum problema. Com a comunicação restrita aos incidentes negativos, fizemos uma pesquisa para descobrirmos como falar sobre o assunto. Os resultados foram tão reveladores que encontramos formas de ir além da “energia elétrica” – transformando-a de produto em assunto. Parte da linguagem e da forma desenvolvidas para isso foram aplicadas no projeto gráfico e editorial do AES Eletropaulo na comunidade (algumas de suas páginas estão presentes neste post).

Dados da pesquisa da AES Sul nos foram valiosíssimos já que, mesmo distantes geograficamente, os públicos compartilham o mesmo comportamento de classe. Ou seja, características e atitudes equivalentes, o suficiente para guiar a concepção do trabalho solicitado. As matérias foram todas pensadas de acordo com a realidade, os interesses e os problemas enfrentados pelo público no que diz respeito à energia elétrica. Também foram dadas informações institucionais relevantes, mas sem esquecer de reportagens sobre consumo, segurança, arborização pública e dicas de economia. O projeto gráfico se mostrou em sintonia, com cores fortes e recursos gráficos inspirados em jornais populares que, na pesquisa da AES Sul, já haviam se revelado os mais presentes na vida desses grupos. Tudo sem se desconectar com a identidade de marca da Eletropaulo.

Equilibrando informações institucionais sobre serviços com conteúdos relevantes, o resultado deu supercerto. Um belo trabalho para encerrar o ano do Conteúdo da Duplo com chave de ouro.